quinta-feira, setembro 21, 2006

Curioso



Sempre me tive na conta de um pai carinhoso, atento e dedicado. Ainda antes da pim pim nascer falava para a barriga e dizia-lhe segredos só nossos. Falava quase todos os dias com ela – mesmo quando ainda não sabia que era uma “ela”. Falava muito e fazia muitas festas na barriga. Era o centro das minhas atenções e o epicentro das minhas emoções. E foi assim durante 9 meses e tem sido assim desde que nasceu. Desde que fui pai que é assim todos os dias.
Agora vem o 2º freguês a caminho. Já lá vão 20 semanas – mesmo mesmo no meinho – e já estou cheio de vontade que o bichinho venha cá para fora. Quero vê-lo. Quero pegar-lhe ao colo e dar-lhe banho e quero muito ver a pim pim com ele. É verdade que já faz parte da família e já tem direito a beijinhos e música de boas noites. É verdade que quando vamos a algum lado e alguém lhe pergunta quem vai, ela responde: vai o papá, a mamã, a pim pim e o mano. Ela já o tem como parte integrante. E depois? Como será quando perceber que ele chora, que ela mexe, que ele dorme cá em casa? Como é? Como é que vai ser quando ela perceber que tem que repartir o colo com o mano, os mimos com o mano, o tempo com o mano? Como é que vai ser quando os dias forem passados a 4 e não a 3 mais uma barriga? A curiosidade matou o gato e a mim consome-me devagarinho. Não vejo a hora de os ver juntos.

3 comentários:

menina disse...

So posso imaginar a ansiedade.
Mas olha que ao menos a pim pim ja aceita o mano, eu nao queria a minha mana porque queria um rapaz. Mas quando a vi, segundo a minha mae, aceitei logo a minha maninha =) *

Rute Marques disse...

Tive o meu segundo filho há 4 meses e meio, desta vez foi uma menina linda!!! O meu mais velho fez no final de Agosto 4 anos. Adora a Mana, tem muito cuidado com ela, esta sempre a falar com ela e a dar-lhe beijinhos. E ela assim que ouve a voz do Mano vai logo a procura dele. Felizmente até agora não tive grandes cenas de ciúmes, por vezes quer mais atenção e mais mimo. É uma casa cheia de alegria e claro às vezes cheia de choro!Mas é tão bom ter filhos, é tão bom chegar a casa e ter um sorriso lindo à nossa espera! Muitos parabéns e muitas felicidades para todos!

Ana disse...

Por aqui vive-se a mesma curiosidade...