domingo, outubro 15, 2006

Mais um

Mesmo quando o dia acaba – ali no final depois do mundo estar a dormir – agarro em mim e na cabeça cheia e deposito-a – serena – na almofada doce do dormir. Faço o balanço, meço e desmeço as horas de sono, prometo a mim que amanhã será melhor. Mas nunca é.
É sempre tarde para ir para a cama, é sempre cedo para me ir deitar.
Somos 2 na cama e na minha cabeça há sempre uma palavra a mais que não me deixa fechar os olhos. Sempre uma ideia. Um jogar de forças do que fiz bem ou fiz mal. Do que não fiz. E é sempre o que não fiz. O que ficou por dizer, por escrever. O que deixei solto num canto do dia e que amanhã já não vai lá estar. Há sempre mais um cigarro até nos dias em que não há mais. Posso fumar tantos numa noite como nenhum. E amanhã logo se vê no humor do dia. No bom dia de cada um. Nas noites mal dormidas de tanta gente mal amada e mal vivida. No que não disseram no dia que passou e que guardam para dizer nunca dos dias todos em que nada disseram. Parece mentira como de tantas bocas sai tão pouco.
Parece doença crónica de não dizer nada.
E todas as noites penso que não revelo fotografias desde o verão passado. Não edito um filme desde que a miúda nasceu.
A primeira vez que o disse foi quando peguei nela a primeira vez, mas continua a ser verdade que esta filha me ocupa o corpo todo.
É tanto o prazer de a ter e de a sentir que me quebra o raciocínio. Sofro de me sentir bem em cada abraço apertado. Não quero que saias do meu colo nunca. Tantas festas e tão doces. As tuas mãos pequeninas e os pés fora da cama.
Os dias que se apresentam com um chamar tão calmo. Os dias em que acordas com fome ou os que acordas com sono e te aninhas em mim ou na mãe.

Não sei se é dos meus olhos mas os meus dias são sempre bons.

6 comentários:

Ana disse...

Acho fantásticos os teus textos. E esse amor incondicional do qual não te cansas de falar. *

Elora disse...

E daqui a algum tempo são bons a dobrar.

Afiadora disse...

Gosto do teu blog. Gosto de ler os teus textos. Gosto e cá vir e gosto de sentir vontade de voltar. Gosto e muito. Parabéns =)

susie disse...

Só para dizer que estás o mesmo de sempre. Continua!!

Anónimo disse...

Sabe sempre bem ler coisas boas. Obrigada

Lígia disse...

e com esta me calo :). Quase que me fazias desmanchar e mostrar a lagriminha no canto do olho. Beijocas