sexta-feira, julho 21, 2006

Lisboa. Ébom.



Estou de lua de mel. Apaixonado. Enamorado por isto tudo outra vez.

Estou numa Lisboa bonita, com vida, com cor, com dor e com muito amor espalhado pelas calçadas. Cada esquina respira vida, cada saída de metro. Cada homem e mulher. Cada criança que grita e canta rua afora. O sol parece ter outra cor, outro brilho. Parece tudo tão diferente. E pela primeira vez, foi preciso estar de fora para perceber como é tão bom estar cá dentro. Aninhado no Chiado e na Rua Garret. Na Rua do Carmo e na Nova do Almada. É tão bom perceber a vida à nossa volta sem ser por nós. Perceber o mundo todo num bocadinho de história e de chão. Olhar para o céu, ver a nuvens. E tudo sem uma janela. Mas respira-se melhor aqui.
Estou em Lisboa. Mesmo mesmo aqui no meio.
E sabe tão bem

4 comentários:

Domingos Patena disse...

Ainda bem que você se sente feliz por estar na sua cidade. Mas deixe-me dizer que não há melhor cidade que a minha - Ermesinde. :) Cada um tem de puxar a brasa para a sua sardinha.
Cumprimentos, bom fim-de-semana

Lígia disse...

ai Lisboa... sinto falta da agitação da capital.

Elora disse...

Adoro Lisboa. Especialmente no Verão, quando todos saem!

Bic Laranja disse...

Folgo que se sinta bem em Lisboa. E Lisboa retribuiu, inspirando-o à escrita de si mesma. Cumpts.
[Atenção ao título.]