quinta-feira, abril 12, 2007

Já.




Já choveu.
Já dormi e acordei. Já me pus de pé e caí. Já tentei ver o sol na noite e uma estrela nos dias mais tristes. Já falei contigo. Já te disse. Já fiz tudo.
Já gritei.
Já me encontrei em sítios improváveis de mim. Já me vi ao espelho num reflexo que não o meu. Já me perdi pelo corpo de alguém e pelo teu também.
Já sonhei.
Já andei nas nuvens rentinho ao chão. Já vi cair o pó. Já vi a terra.
Já vi.
Já entrei em ti sem estares comigo. Já te adivinhei uma ideia. Já olhei sem ver. Já tentei.
Já dei de mim o que não tinha. Já me entreguei na surpresa de um beijo. Já disparei uma flor.
Já fiz.
Já olhei pela janela aberta. Já fechei os olhos no escuro. Já andei depressa demais para não sair do mesmo sítio.
Já está.
Já pus no papel as letras todas que tinha para pôr.
Hoje já escrevi.

2 comentários:

Anónimo disse...

Ya sé, te falta tiempo pero deberías escribir más a menudo.
Por cierto, tengo las fotos de Pim-Pim con el resto de mis niños de Portugal y Holanda. ¿Me mandarás una del pequeñito? Un abrazo. Sigue escribiendo así. Marion

Jacinta Aquino disse...

Já por aqui passei várias vezes. Gosto do que leio. Os teus post são plenos de vida. Ainda nunca o tinha feito antes mas, também eu, "Hoje já escrevi."